quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

UE levará ACTA à corte máxima da Europa

A União Europeia (UE) pretende estudar a viabilidade do ACTA, o polêmico projeto de Lei de âmbito global que visa controlar a transmissão de conteúdo online e offline, sob justificativa de perseguir contrabandistas, à Corte Europeia de Justiça (European Court of Justice). Entretanto, vale ressaltar que isso não quer dizer que a UE seja contra o ACTA, mas apenas está analisando se a implantação dele fere algum direito no continente europeu.

De acordo com a Reuters, Karel de Gucht, porta-voz e chefe do setor de comércio da UE, afirmou que representantes do bloco macro-econômico "querem pedir à Corte máxima que analise os fundamentos do ACTA e sua compatibilidade com os direitos e liberdades da Europa, como o direito à liberdade de expressão e também o de proteção à informação".

O ACTA - ou Anti Counterfeiting Trade Agreement - é uma proposta legislativa de efeito global que visa inibir o que seus autores chamam de "contrabando da propriedade intelectual". Ao contrário do SOPA, o ACTA não possui efeito somente na esfera online (embora esteja em sua súmula o ataque à pirataria na internet), mas também o comércio de bens protegidos por leis autorais. Seus métodos se resumem a instituir padrões internacionais de policiamento da propriedade intelectual - o que, para muitos, é uma forma de censura que fere as leis mundiais de liberdade de expressão. 

*****************************************

Olá Nerds, estou cansado de postar sobre sopa/pipa/acta/pqp bola da vez. Como alguns já devem ter notado sou macaco velho de internet, e vou prever o futuro.

Nossa... o Tiu Lobo é um vidente nerd...

É, quase isso, mas chama-se vivencia, já vi essa historia antes quando caçavam o pessoal que fazia scans de HQs (na real eles traduziam coisas que não vinham para o BR, embora as vezes aparecesse algo que logo aparecia por aqui).

Sabem o que aconteceu? Fecharam 1 fórum, e rolou um papo de que a policia federal prendeu o dono deste, mas nunca tive comprovação disso. Por isso os outros fóruns fecharam as portas não permitindo a entrada de mais ninguém e cortaram os links para os arquivos, se tornando apenas fóruns de discussão. Um ano depois todos começaram a traduzir HQs de novo, timidamente, até a normalidade ser restaurada.

Traduzindo, começam a caça as bruxas, pegam um coitado pra Cristo (o megaupload da vez) fazem barulho e depois esquecem do assunto. Não entendam que eu estou falando pra não fazerem nada, acho que temos que gritar, mostras pra Hollywood (ou o mimizento da vez) quem é que manda.
Sempre me lembro do dono do Fórum que eu frequentava (este era dono de banca de revista) dizendo: “Gente abri o fórum e coloquei plaquinhas na minha banca anunciando, mesmo tendo scans de revistas que estão saindo por aqui eu acabava vendendo mais. Muita gente lia o pdf antes e comprava a revista depois, porque sabia que era boa.”

Moral da história: compartilhamento não diminui vendas, aumenta, especialmente quando o material é bom, então hollywood, parem de mimimi e comecem a produzir algo que preste.

Até mais e obrigado pelos peixes.

4 comentários:

  1. Então, todos os países do mundo, alguns(Na Europa, todos menos a Albânia) com justiças mais avançadas e agências de inteligência, investigação e vigilância melhores que as nossas, vão mimetizar perfeita ou quase perfeitamente, ou semelhantemente o comportamento dos governo brasileiro implicitamente descrito acima acima?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juubi, lê de novo que tu não entendeu nada.

      Excluir
  2. porra,esses filhos da puta,querem acabar com tudo que é legal por isso que eu não compro mais cd original,esses kras não percebem que issso vai ferra TUDO

    ResponderExcluir
  3. Li de novo.....Entendi a mesma coisa da última vez, mas não vou repetir a mesma coisa diabolicamente precisamente num parágrafo.

    Ah, eu também cansei desse assunto. Mas derrrubar o Megaupload foi como derrubar um titã: o terremoto dura vários meses, gera discórdio e conflito e, no final, crescerão plantas e animais sobre o cadáver. Mas nada mais será como foi antes.

    ResponderExcluir