segunda-feira, 14 de julho de 2014

Cerimônia de Abertura da Copa Mundial de Quadribol - Patagônia 2014

E no dia 11 de julho se encerrou o evento mais badalado do mundo mágico: A 427th Copa Mundial de Quadribol!
Você não pode comparecer ao evento?
Estava sem dinheiro, precisava cuidar dos filhos ou simplesmente foi repelido por um Feitiço Anti-Trouxa?
 
Pois nós resolvemos esse problema pra você! O Almoxarifado Nerd vai publicar a tradução, na integra, da cobertura da copa feita pelo Profeta Diário! E lá vamos nós!

_____________________________________________________________________

Esportes                                         12 de Abril de 2014

DESASTROSA CERIMÔNIA DE ABERTURA GERA QUESTIONAMENTOS SOBRE A SEGURANÇA DA COPA MUNDIAL DE QUADRIBOL
 
 
Gina Potter,
Correspondente de Quadribol do Profeta Diário,
no deserto da Patagônia.
 
 
Nenhuma goles lançada, nenhum pomo apanhado e a 427th Copa Mundial de Quadribol já é alvo de controvérsias. Magizoólogos se reuniram no deserto para conter o caos e médibruxos atenderam mais de 300 pessoas sofrendo de choque, ossos quebrados e mordidas. O Conselho de Magia Argentino está consternado com as acusações de que a decisão deles de realizar uma cerimônia de abertura com o tema "mascote" foi tola e imprudente.
 
Nas semanas que precederam a abertura, um impressionante lago ornamental foi criado no meio do deserto para acomodar o Dukuwaqa (um tubarão - homem transformista)do time de Fiji. Os organizadores anunciaram que os mascotes, representando os outros times participantes da primeira semana de partidas, iriam tomar parte em uma exibição coreografada, propagandeada como "uma magnífica exibição da diversidade do mundo magizoológico".
 
A cerimônia começou bem, com Gênios fluviais, da Costa do Marfim, dançando em formação sobre a superfície do lago. Somente quando foram soltos os mascotes fijiano e norueguese que aconteceu o desastre.
 
A presidente do Conselho de Magia Argentino, Valentina Vázquez, fez a seguinte declaração:
 
"Enquanto nos preparávamos para a chegada do fijiano Dukuwaqa, ficamos surpresos com o anuncia da delegação norueguesa de que eles também precisavam de espaço lacustre para uma serpente gigante do lago, a Selma. Nós havíamos presumido que os noruegueses seriam acompanhados por sua usual tropa de trolls.
 
Nós não estamos cientes de que já tenha sido feito algum estudo sobre a compatibilidade de Dukuwaqas e Selmas, assim o Conselho de Magia não pode aceitar a responsabilidade pelas infortunadas consequências de colocar os dois próximos."
 
Falando exclusivamente com o Profeta Diário, o Magizoólogo e Chefe de Consultoria Rolf Scamander discorda:
 
"O Dukuwaqa vive no oceano quente, a Selma na água-doce e gelada do lago. O primeiro é um transformista que pode mudar de homem para peixe e o segundo é uma serpente que devora carne de homens e peixes. Você precisaria do cérebro de um Gira-Gira para não prever um imediato banho de sangue caso os dois fossem amontoados juntos em água tépida e salobra."
 
Um banho de sangue foi precisamente o que aconteceu quando os dois monstros foram lançados no lago mágico através de gigantescos canos de cristal. Treinadores fijianos e noruegueses mergulharam na água fervente para conter seus respectivos mascotes mas seus esforços foram enormemente dificultados pelos Curupiras brasileiros (anões da floresta, ruivos, cujos pés são virados pra trás e que protegem colegas criaturas quando sentem que elas estão sendo maltratadas por humanos). Evidentemente acreditando que os treinadores queriam machucar Dukuwaqa e Selma, os curupiras atacaram.
 
Com pânico no estádio e sangue agora fluindo livremente de ambos, humanos e criaturas, é talvez compreensível que os Sasabonsams nigerianos (criaturas vampíricas com pernas em forma de fuso) ficaram loucos. Enquanto eles massacravam o público e os organizadores, o rumor de que o time haitiano tinha trazido Inferi como mascotes se provou verdade. A multidão paralisou enquanto Inferi se moviam livremente através do estádio tentando capturar e devorar qualquer um que desse um passo em falso.
 
Regulamentos sobre o tamanho e a natureza dos mascotes é há tempos fonte de debates nos mais altos níveis do Comitê de Quadribol da Confederação Internacional dos Bruxos. A proposta para restringir mascotes "a herbívoros, criaturas menores que uma vaca e nada que exale fogo" foi derrotada por uma avassaladora maioria em 1995. Apoiadores do Quadribol ao redor do mundo se opuseram a qualquer interferência no que eles veem como uma tradicional, colorida parte da Copa Mundial.
 
Entretanto, muitos acreditam que essa competição entre os times de trazer o mascote mais intimidante saiu de controle. O gerente norueguês Arnulf Moe defendeu sua decisão de trazer a Selma dizendo que ela representava "a determinação de aço e a ferocidade dos jogadores noruegueses" e alegou que o Dukuwaqa mordeu primeiro.
 
Um público recorde foi transportado por 10 mil Chaves de Portal ao coração do deserto patagônico para a cerimônia de abertura do torneio e, enquanto o Conselho de Magia Argentino tem sido amplamente elogiado pelo impecável preparo dos transportes, o número recorde de ferimentos sofridos antes que o primeiro apito fosse soprado, com certeza é um embaraço para os organizadores.
 
O primeiro jogo do torneio se realizará amanhã, Noruega versus Costa do Marfim.
 
______________________________________________________________________
 
Malfeito Feito!
Originais disponível em www.pottermore.com

Um comentário:

  1. Não gosto de futebol, mas uma Copa de Quadriball eu assistia...

    ResponderExcluir